Significado de Efeito Estufa


O que é Efeito Estufa



O efeito-estufa é o fenômeno natural que gera o aquecimento térmico que possibilita que haja vida no planeta.

O planeta Terra é envolto por uma camada de ar: a atmosfera; é a atmosfera terrestre a responsável pela retenção de cerca da metade dos raios solares que chegam ao planeta. Os gases responsáveis pelo efeito-estufa retêm esses raios solares, impedindo que eles retornem completamente ao espaço; assim, os raios solares atingem a superfície da Terra, aquecendo-a e a fazendo irradiar calor. Sem o efeito-estufa, nenhuma parcela da radiação solar ficaria no planeta e não poderia haver vida na Terra.


A palavra estufa representa uma construção, normalmente feita de vidro, que recebe os raios solares e retém uma parte deles, mantendo o ambiente aquecido. A construção de estufas permite que sejam cultivadas plantas de clima tropical em locais onde o clima não as deixaria se desenvolver adequadamente.

O efeito-estufa recebeu este nome justamente porque a atmosfera terrestre funciona como uma estufa, retendo o calor e propiciando a existência da vida no planeta.


Efeito-estufa e aquecimento global

O planeta Terra passa naturalmente por períodos alternados de aquecimento e resfriamento. Essas eras podem durar até 60 milhões de anos e a ciência crê que no último bilhão de anos houve seis eras glaciais alternadas com períodos de aquecimento global.

O efeito-estufa tem sido tratado como vilão, mas não o é. Sem o efeito-estufa, não haveria vida na Terra. O aquecimento global também não é um vilão; o processo aconteceria da mesma forma, estando os seres humanos contribuindo ou não.

A questão levantada é que há estudos que indicam que as atividades humanas estão contribuindo com o efeito-estufa e acelerando o processo de aquecimento global. Quando ele acontece naturalmente, é muito lento e a vida na Terra vai se adaptando; com a velocidade em que vem acontecendo, o aquecimento global vem gerando problemas para o planeta e ameaçando a continuidade de algumas formas de vida da Terra.


Causas e consequências do efeito-estufa

Efeito-estufa – causas

A atividade humana vem gerando uma emissão de gases do efeito-estufa cada vez maior, em especial o gás carbônico (o CO2 ou dióxido de carbono). O gás carbônico existe naturalmente na atmosfera e é produzido pelos seres vivos, porém a queima de combustíveis, as queimadas e até mesmo a atividade agropecuária vêm causando um aumento da quantidade de CO2 na atmosfera, acelerando o aquecimento global. Há seres vivos que consomem o gás carbônico, equilibrando a quantidade dele na atmosfera, mas como ele tem estado presente em excesso, a natureza não está conseguindo absorver todo ele.

Não apenas o gás carbônico tem acelerado o aquecimento global; há outros gases emitidos pelas diversas atividades humanas que também contribuem com o efeito-estufa, como:

-gás metano (CH4);

-óxido nitroso (N2O).

Partículas de poeira também são lançadas na atmosfera, aumentando a poluição do ar e tornando mais espessa a camada da atmosfera que serve de estufa para a Terra.

Efeito-estufa consequências

O aquecimento global acelerado pela atividade humana vem causando problemas para o planeta como:

-grandes tempestades;

-tufões;

-tornados;

-furacões.

Todos estes fenômenos citados acima ocorrem naturalmente na natureza, mas vêm acontecendo com uma frequência muito maior.

Outras consequências do efeito-estufa e do aquecimento global:

-destruição de ecossistemas;

-extinção de espécies de seres vivos;

-derretimento de calotas polares;

-elevação do nível dos oceanos


Camada de ozônio e efeito-estufa

Na atmosfera terrestre, mais especificamente na estratosfera, há uma camada composta pelo gás ozônio (O3). Esta é a camada que filtra os raios solares que chegam à Terra, permitindo a passagem de apenas 5% dos raios ultravioleta (muito nocivos às formas de vida terrestres).

Em certos momentos do ano, o ozônio pode reagir com gases da atmosfera, deixando a camada mais fina. Esse processo ocorre naturalmente e é facilitado pelas baixas temperaturas; é por isso que a camada de ozônio é menor nos polos. A própria natureza se encarrega de reequilibrar a quantidade de ozônio da estratosfera.

Buraco na camada de ozônio

Com o aumento da produção de gases do efeito-estufa emitidos na atmosfera pelas atividades humanas, uma quantidade muito maior de gases que reagem com o ozônio fica disponível; o ozônio é um gás que reage com bastante facilidade e uma maior quantidade dos outros reagentes faz com que a camada de ozônio vá se estreitando além do limite que a natureza consegue reequilibrar.

O que você achou deste artigo ?

Am e Pm | Amizade Colorida | Efeito Estufa | Siglas Eureka