Significado de Poesia


O que é Poesia




A palavra poesia pode ter vários significados. Segundo o dicionário Aurélio, alguns destes significados são:

-a arte de fazer obras literárias em versos;

-um dos gêneros da composição literária;

-conjunto das obras em versos feitas em um idioma;

-texto artístico curto, geralmente em versos;

-forma específica de se construir versos, típica de um autor, povo, época ou escola literária;

-inspiração;

-transcendentalidade das ideias;

-aquilo que desperta a sensação do belo.


Poesia é uma forma de expressão artística que usa as palavras como uma manifestação de beleza e estética na construção de textos; é o gênero literário lírico.

Na poesia, a imaginação do autor e a do leitor dependem uma da outra, para que a viagem poética aconteça.


Elementos da poesia


Estrofe

A estrofe é a divisão do texto poético; geralmente, há uma configuração específica para as estrofes de um poema, como mesmo número de versos, estrutura rítmica ou conteúdo. Porém, como toda forma de arte, não há regras rígidas e muitos autores constroem suas estrofes de forma irregular.


Classificação das estrofes

A classificação das estrofes é feita pelo critério de número de versos; começando pelo tipo de estrofe de apenas um verso até o de dez versos; estrofes com mais de dez versos são classificadas como irregulares.


Ritmo

Os versos de uma poesia podem conter um ritmo, que se faz através da alternância de sílabas tônicas e não tônicas seguindo uma regra estabelecida pelo próprio autor, de acordo com o efeito que ele queira provocar.

O ritmo de uma poesia é composto pela métrica e pela rima.

Existem poetas que não usam os artifícios da alternância da tonicidade de sílabas nem a rima na construção de seus versos; isso não significa que não haja ritmo, apenas que ele se faz por meio de outros recursos determinados pelo autor. Este tipo de rítmica recebe o nome de arritmia.


Metrificação

A metrificação é a contagem do número de sílabas poéticas de cada verso. A metrificação é feita a partir do parâmetro da sonoridade, não da simples separação de sílabas. Na metrificação, contam-se as sílabas poéticas de um verso até a última sílaba tônica (se a última sílaba de um verso for átona, ela não entrará na contagem). Se um verso terminar numa vogal átona e o verso seguinte começar por fonema de vogal, ocorre a junção das palavras, chamada de elisão.

Elisão é o que ocorre, por exemplo em “copo d’água”, em que uma vogal é suprimida da escrita ou do som de uma palavra, para facilitar a comunicação ou adequar a metrificação poética.


Versos

Cada “linha” em uma poesia é um verso; verso é a unidade que compõe a estrofe.

Os versos são divididos em sílabas poéticas (metrificação) e são, por isso, classificados, desde o verso de apenas uma sílaba poética até o de doze sílabas poéticas.

Quando os versos têm diferentes números de sílabas poéticas, são chamados de heterométricos. Quando todos os versos têm a mesma métrica, diz-se que são isométricos. Os versos isométricos mais comuns são:

-pentassílabos (chamados de redondilha menor);

-hexassílabos (chamados de heróico quebrado);

-heptassílabos (chamados de redondilha maior);

-decassílabos (chamados de medida nova);

-dodecassílabos (também chamados de alexandrinos).

Há poesias em que os versos não seguem nenhuma metrificação específica; são os chamados versos livres.


Rima

A rima é usada para acentuar e conectar os finais dos versos e/ou das estrofes. Podem seguir um esquema fixo ou livre; é um elemento que ajuda na composição da rítmica do poema, atribuindo-lhe musicalidade.

Há poesias que não têm rimas; é a chamada Poesia Branca ou Poesia Solta.

As rimas podem ser classificadas como:

-pobres – quando palavras de uma mesma classe gramatical são rimadas;

-ricas – quando as rimas são feitas com palavras de classes gramaticais diferentes;

-raras – quando se constroem rimas usando palavras menos comuns na língua;

-preciosas – formadas pela união de palavras ou por algum artifício gramatical;

-imperfeitas – rimas formadas por palavras homógrafas ou homofônicas.


Poesia portuguesa

Dentre os poetas portugueses mais famosos, encontramos:

-Alexandre Herculano;

-Almeida Garret;

-Antero de Quental;

-Fernando Pessoa;

-Florbela Espanca;

-José Saramago;

-Luís de Camões;

-Manuel Maria Barbosa Du Bocage.



Fernando Pessoa

A poesia de Fernando Pessoa é uma das mais apreciadas do mundo, dentre os poetas do século XX. Fernando Pessoa se destacou pela multiplicidade de personalidades literárias que conseguia criar, escrevendo sob heterônimos; os mais famosos heterônimos de Fernando Pessoa foram:

-Ricardo Reis;

-Alberto Caeiro;

-Álvaro de Campos.


Poesia romântica

A poesia do romantismo é marcada, em suas diferentes fases, pela expressão dos sentimentos do eu-lírico, pela exaltação da idealização amorosa, por um sentimento de constante busca da liberdade, pela valorização da nação; ainda como forma de desabafo diante do que foi chamado de mal do século, uma melancolia profunda.


Poesia de amor

Dentre os poetas que cantaram o amor no Brasil, pode-se destacar Vinícius de Moraes. Dentre os mais belos versos de amor, encontramos verdades belíssimas como:

-“Amo-te, enfim, com grande liberdade/Dentro da eternidade e a cada instante”

-“(...) o grande afeto que te deixo/(...)/É um sossego (...)/um transbordamento de carícias”

-“Encontrei em você a razão de viver/E de amar em paz/E não sofrer mais/Nunca mais”


Poesia de amizade

Vinícius de Moraes também se destaca como poeta dos poemas de amizade. São de sua autoria o “Soneto do amigo” e o “Soneto de separação”.


Poesia infantil

Na poesia infantil brasileira, um grande destaque é Cecília Meireles, com poemas como “A bailarina”, “Sonhos da menina”, “O mosquito escreve”, “A avó do menino”.


O significado de Poesia está na categoria Geral

O que você achou deste artigo ?

Am e Pm | Amizade Colorida | Poesia | Siglas Portfólio