Significado de Premissa


O que é Premissa



Premissa é um termo que vem do latim “praemissa”, junção das palavras “prae” (antes) e “missa” (enviado), podendo ser analisada como “enviado antes”.

O que é premissa?

Premissa tem o significado de proposição, informações e dados que servirão de base para um raciocínio, análise de detalhes que levará a uma conclusão num estudo. Em lógica, um dos ramos aplicados nos ensinos de matemática, ciência da computação e filosofia, as premissas são as proposições de um silogismo.

O silogismo foi proposto pela primeira vez pelo filósofo grego Aristóteles, para definir a argumentação lógica perfeita, onde três proposições declarativas se interligam de tal forma que de duas premissas pode-se deduzir uma conclusão.

Consequentemente, premissa é um conjunto onde uma ou mais sentenças declarativas são acompanhadas de uma outra, também declarativa, para se chegar a uma conclusão que não admite refutação. Assim, a conclusão é uma consequência lógica das afirmações, ou premissas, que a antecederam.

A premissa pode ser verdadeira ou falsa e o mesmo se dá para a conclusão, não se admitindo qualquer ambiguidade. Podemos usar qualquer tipo de afirmação, tenha ela fundamento ou não, mas a conclusão deve ser compatível com as premissas dadas, exprimindo, no final, sempre a realidade dos fatos, não importando se verdadeira ou falsa.

Em processos jurídicos, a base para a petição inicial sempre é uma premissa. Nela estarão contidos os fatos que constituem o pedido, além da fundamentação jurídica para o pleito, para depois ser colocado o pedido do reclamante. No âmbito jurídico, as premissas são os fundamentos de fato e de direito, definindo-se como pressupostos lógicos para proposição feita pelo reclamante, e devem ser bem claras e lógicas, já que são as responsáveis pela conclusão.

Premissa maior e premissa menor

Quando se tem necessidade de chegar a uma conclusão de maneira que não possa ser refutada, a lógica predispõe uma sequência de duas premissas que deverão ser convincentes tanto quanto necessário para que a conclusão não dê margens a dúvidas.

Assim, devemos colocar uma premissa maior e uma premissa menor. A premissa maior deverá conter um fato abrangente, enquanto a premissa menor deverá se referir ao sujeito da ideia que se quer expressar para que a conclusão, dentro dos termos lógicos, seja plenamente aceita.

Exemplificando:

Premissa maior: os seres humanos são todos mortais.

Premissa menor: eu sou um ser humano.

Conclusão: portanto, eu sou mortal.

Neste exemplo, “mortais” se refere ao termo maior, “seres humanos” é um termo médio e “eu” é o termo menor.

O que você achou deste artigo ?

Am e Pm | Amizade Colorida | Premissa | Siglas Romantismo